kie-tec - Knowledge, Innovation & Excellence in Technology

Dez principais tendências de business intelligence para 2018

HomeNotíciasDez principais tendências de business intelligence para 2018

Considerando o ritmo e a evolução das soluções de business intelligence, o que funciona hoje pode precisar ser aprimorado amanhã.

Uma vez por ano, paramos para analisar as grandes mudanças no mundo do business intelligence. Queremos garantir que você tenha acesso aos resultados dessa análise através deste nosso relatório : “Dez principais tendências de business intelligence para 2018″.

Se você é um especialista de dados, um profissional de TI ou um executivo que busca crescimento dos seus negócios através de business intelligence não importa, essas tendências ressaltam prioridades estratégicas que podem ajudar a alavancar seu conhecimento e sua organização para novos patamares.

Abordamos desde o processamento de linguagem natural (NLP) até a disseminação da cobertura de seguros para dados, esta lista abrangente reúne opiniões e observações de especialistas em business intelligence que atendem centenas de milhares de clientes no mundo inteiro.

  1. Inteligência Artificial
    • O aprendizado de máquina ajuda o analista a explorar e a permanecer no fluxo da análise de dados, pois ele não precisa mais interromper o processo para fazer cálculos. Em vez disso, ele pode passar diretamente para a próxima pergunta.
  2. Liberdade criativa
    • À medida que a análise evolui e se aproxima mais da arte do que da ciência, o foco está mudando da simples geração de dados para a criação de histórias impulsionadas por dados que, inevitavelmente, suscitam decisões.
  3. Linguagem Natural
    • A Gartner estima que, até 2020, 50% das consultas analíticas serão geradas por pesquisas, NLP ou voz
  4. Múltiplas Nuvens
    • Departamentos de TI estão avaliando ambientes de hospedagem segundo critérios como risco, complexidade, velocidade e custo, fatores que dificultam a tarefa de encontrar uma única solução que atenda às necessidades da sua organização.
  5. Cargo de CDO (Chief Data Office – Diretor de Dados)
    • Para um número cada vez maior de organizações, a solução é nomear um diretor de dados (CDO) ou um diretor de análise (CAO) para conduzir as mudança nos processos empresariais, derrubar barreiras culturais e divulgar os benefícios da análise em toda a organização.
  6. Governança através de contribuição coletiva
    • O processo da governança está passando por uma revolução, à medida que a análise de autoatendimento se expande, uma cadeia de informações e pontos de vista valiosos passa a inspirar formas inovadoras de implementar a governança.
  7. Seguro para Dados
    • Um seguro cibernético ou de privacidade protege uma empresa contra os riscos de uma violação de dados em que as informações pessoais dos clientes são divulgadas ou roubadas por um hacker.
  8. Engenheiro de Dados
    • Os engenheiros de dados continuarão sendo uma peça fundamental para possibilitar que as organizações utilizem os dados para tomar melhores decisões comerciais.
  9. Localização das coisas
    • Essa subcategoria, chamada de “localização das coisas”, equipa os dispositivos de IoT com sensores e comunica sua posição geográfica.
  10. Investimento em formação acadêmica
    • Os conhecimentos em análise de dados deixaram de ser opcionais e se tornaram um pré-requisito. O ano de 2018 será marcado por uma abordagem mais rigorosa para assegurar que os alunos tenham os conhecimentos necessários para integrar a força de trabalho moderna.

Conheça mais detalhes sobre estas tendências acessando o relatório completo neste link: https://www.tableau.com/pt-br/asset/2018-top-10-business-intelligence-trends?id=45970

Escrito por

Somos uma consultoria focada em seus objetivos e resultados. Especialistas e representantes oficiais da Tableau no Brasil temos atuação em diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>